Sistema de visualização 3D agora oferece sensação de tato

4 julho, 2007 at 5:54 pm (Ciência)

Sistema de visualização 3D com sensação de tatoA empresa japonesa NTT Comware apresentou uma nova ferramenta de visualização tridimensional, agora acompanhada pela sensação de tato que o usuário pode ter das imagens que estão sendo mostradas na tela.

Sentindo as imagens

A tecnologia, batizada de “Tangible-3D”, dispensa o uso de óculos especiais para a visualização 3D. A tela 3D, um conjunto de câmeras e atuadores, além de uma luva especial, compõem a parte do hardware.

Um software dedicado verifica o que está sendo mostrado na tela e, em tempo real, envia comandos para a luva, dando ao usuário a sensação de toque nos objetos visualizados. Quando uma mão é mostrada, por exemplo, é possível ao usuário ter a exata sensação de um aperto de mãos.

Tocando no dinossauro

O sistema ainda não permite a operação inversa, ou seja, que o usuário manipule o objeto em tempo real. Antes disso, os engenheiros querem que o sistema possibilite a visualização e a sensação de toque a partir de vários pontos da imagem.

Com isso, em um museu virtual, por exemplo, a tecnologia permitirá que vários usuários toquem ao mesmo tempo várias partes do esqueleto de um dinossauro. Ou que os alunos de uma escola de cerâmica sintam o que acontece com um vaso que está sendo construído, à medida em que o professor explica os passos necessários à sua fabricação.

Link Permanente Deixe um comentário

WiTricity – vem aí a era da transmissão de eletricidade sem fios

16 junho, 2007 at 7:09 pm (Ciência)

WiTricity - Transmissão de eletricidade sem fiosO que poderia ser mais prático e cômodo do que os hoje indispensáveis telefones celulares, iPods e computadores de mão? Talvez telefones celulares, iPods e computadores de mão sem baterias, que pudessem receber a energia de que necessitam para funcionar da mesma forma que recebem dados e voz: sem fios.“WiTricity”

WiTricity é o termo que os norte-americanos já cunharam para uma nova tecnologia que começa a dar seus primeiros passos práticos: a transmissão de energia elétrica sem fios. O termo une o já conhecido Wi de wireless (sem fios) e a parte final de electricity (eletricidade).

Pesquisadores do Instituto de Tecnologia de Massachussets começaram a testar os primeiros equipamentos capazes de transmitir energia elétrica pelo ar, sem a necessidade de fios. As experiências demonstraram a viabilidade de que aparelhos portáteis, como telefones celulares, tocadores de MP3 e até notebooks tenham suas baterias recarregadas sem a necessidade de carregadores plugados na tomada. Segundo eles, já é possível vislumbrar um momento em que esses aparelhos nem mesmo necessitarão das baterias.

Eletricidade sem fios

A equipe do Prof. Marin Soljacic conseguiu alimentar uma lâmpada incandescente de 60 Watts a uma distância de mais de dois metros, sem qualquer conexão física.

A transmissão de eletricidade sem fios não é exatamente uma novidade. A radiação eletromagnética – as ondas de rádio, por exemplo – nada mais faz do que carregar energia de lugar para outro. Mas, embora essas ondas eletromagnéticas sejam excelentes para transportar dados e voz, elas não são adequadas para transmitir uma potência que possa ser útil para a maioria dos aparelhos. O problema é que a radiação se espalha em todas as direções, desperdiçando a maior parte da energia.

Raios laser são outra opção e estão sendo utilizados, por exemplo, pelos participantes de um programa da NASA que está tentando desenvolver um elevador espacial. Mas esta opção também não é prática para aplicações do dia-a-dia. Além de exigir que o transmissor e o receptor estejam diretamente visíveis um ou outro, ela é extremamente perigosa, porque poderia incinerar instantaneamente qualquer coisa que cruze essa linha de visada.

Ressonância magnética acoplada

Já a Witricity utiliza objetos ressonantes acoplados. Dois objetos com a mesma freqüência de ressonância tendem a trocar energia de forma muito eficiente, e reagem de forma quase desprezível com os demais objetos, que possuem outras freqüências de ressonância.

Para se entender o princípio da ressonância acoplada, basta olhar para uma criança saltando em uma cama elástica. A cama elástica tem uma espécie de ressonância, do tipo mecânica, de forma que, quando a criança pressiona suas pernas na freqüência natural do balanço ela consegue capturar uma grande energia e saltar mais alto.

Já os pesquisadores do MIT utilizaram um outro tipo de ressonância: a ressonância magneticamente acoplada. Dois ressonadores eletromagnéticos se acoplam por meio de seus campos magnéticos. Eles conseguiram identificar um ponto no qual os dois ressonadores ficam fortemente acoplados mesmo quando estão a distâncias várias vezes maior do que o tamanho dos aparelhos.

“O fato de que os campos magnéticos interagem tão fracamente com os organismos biológicos é também importante por questões de segurança,” explica Andre Kurs, outro participante da pesquisa. É isto que torna a nova técnica interessante do ponto de vista prática, para uso em aplicações do dia-a-dia.

Ressonadores magnéticos

O equipamento agora apresentado consiste de duas bobinas de cobre, uma das quais é ligada à tomada. Essa unidade transmissora, ao invés de encher o ambiente com ondas eletromagnéticas, preenche o espaço ao seu redor com um campo magnético não-radioativo oscilando a uma freqüência de alguns MHz.

O campo não-radioativo serve como intermediário para levar a energia até a outra bobina, que foi projetada especialmente para ressonar com esse campo. A natureza ressonante do sistema garante que haja sempre uma forte interação entre as duas bobinas – a transmissora e a receptora – evitando interrupções na transmissão da energia.

Ao acender uma lâmpada de 60 watts, os pesquisadores demonstraram ser totalmente factível, por exemplo, a transmissão de energia em uma sala para abastecer computadores portáteis. E não apenas para recarregar suas baterias, mas para fazê-los funcionar como se estivessem ligados à rede.

Link Permanente Deixe um comentário

Como apagar fogo de panela com óleo – IMPORTANTE

26 maio, 2007 at 9:16 pm (Vídeos)

IMPORTANTE SABER

Caso você esqueça no fogo a panela ou frigideira com óleo, e essa pegue fogo, NAO ENTRE EM PÂNICO. Siga as instruçoes abaixo. Repasse aos seus amigos, ensine seus empregados, mostre aos seus filhos.

1. DESLIGUE O FOGO.
2. molhe um pano, torça-o, retirando o excesso de água, para que este NÃO PINGUE.
3. coloque o pano sobre a panela/frigideira e espere até que esfrie (não saia mais vapor)
NUNCA TENTE MOVER A PANELA ou FRIGIDEIRA. NUNCA JOGUE ÁGUA, pois os respingos carregarão fogo junto e os efeitos são devastadores.

Veja o filme. Não guarde essa informação só para você.

Link Permanente Deixe um comentário

Nano-cola molecular consegue unir qualquer material

19 maio, 2007 at 8:15 pm (Ciência)

Nano-cola molecular consegue unir qualquer materialPesquisadores do Instituto Politécnico Rensselaer, Estados Unidos, desenvolveram uma nova cola capaz de unir materiais que normalmente não gostam de ficar unidos. O adesivo, fruto da nanotecnologia, é construído a partir da auto- montagem de cadeias moleculares.

Nano-cola

O novo adesivo deverá impactar virtualmente todo o setor industrial, da fabricação das novas gerações de microprocessadores até a produção de energia. Uma de suas grandes vantagens é que seu poder de união das superfícies cresce à medida em que aumenta sua temperatura.

A nano-cola consiste em uma membrana que mede menos de um nanômetro de espessura – 1 nanômetro é igual a 1 bilionésimo de metro. Ela é feita a partir de um material já disponível comercialmente. O segredo para a criação da cola foi fazer um sanduíche de uma nanocamada desse material, colocando-o entre uma película de cobre e outra de sílica.

O suporte extra das duas camadas exteriores reforçou as ligações da nanocamada de uma forma que nem os cientistas esperavam, transformando-a numa super-cola. “Quando mais você a aquece, mais fortes ficam as ligações [químicas],” diz Ganapathiraman Ramanath, coordenador da pesquisa. “Quando começamos, nunca imaginamos que as moléculas se comportariam dessa maneira.

Mesmo sendo um produto da nanotecnologia a nano-cola não deverá custar muito caro, já que é feita a partir de matérias-primas disponíveis comercialmente, Os cientistas afirmam que uma bisnaga com 100 gramas poderá chegar ao mercado custando cerca de US$35,00.

Link Permanente Deixe um comentário

Universidades brasileiras auxiliam no projeto do Programa de Vocalização de Palavras em Português

12 maio, 2007 at 1:13 am (Ciência)

Thiago Romero
Agência FAPESP
13/04/2007
Vocalização de palavras escritas em portuguêsUm novo programa de computador que dá voz de alta qualidade a palavras escritas em português encontra-se em um estágio final de desenvolvimento. A tecnologia está sendo desenvolvida pela Vocalize, empresa residente na Incubadora de Empresas de Base Tecnológica da Universidade Estadual de Campinas (Incamp), e a previsão é que o primeiro protótipo do software esteja pronto até julho deste ano.

“A tecnologia para conversão de texto em fala vem sendo desenvolvida há décadas, mas somente nos últimos anos é que ela passou a ser capaz de produzir fala com alta naturalidade”, disse o engenheiro eletricista responsável pelo projeto, Edmilson da Silva Morais, à Agência FAPESP.

“Esse tipo de tecnologia, que é altamente dependente de características específicas da língua que se deseja sintetizar, tem evoluído significativamente em todo o mundo e o mercado brasileiro está começando a se interessar pelo assunto”, explica o doutor em engenharia de telecomunicações.

A tecnologia empregada pela Vocalize em seu conversor de texto em fala utiliza um banco de frases escritas e faladas, devidamente segmentadas em pequenas unidades de som que podem ser, por exemplo, um fonema ou uma sílaba. A partir dessas unidades de som, o programa sintetiza a voz humana e automaticamente transforma palavras escritas em faladas, dando ritmo e entonação semelhantes aos da voz humana.

Por meio de modelos matemáticos estatísticos, o programa é treinado para fazer uma análise sintática das sentenças e das vozes que podem ser utilizadas em cada situação. Entre as aplicações práticas da tecnologia estão sistemas para vocalização de e-mail em telefones celulares e a vocalização de notícias curtas de jornais e revistas por meio da internet.

“Além de aplicações que auxiliam na mobilidade empresarial, os deficientes visuais também serão grandes beneficiários da tecnologia”, explica o pesquisador. “O lançamento comercial do software está previsto para meados de 2009”, disse Morais.

Com apoio do Programa Inovação Tecnológica em Pequenas Empresas (Pipe), da FAPESP, o trabalho foi desenvolvido em parceria com lingüistas, engenheiros e cientistas da computação de instituições como a Faculdade de Engenharia Elétrica e Computação (Feec) e o Instituto de Estudos da Linguagem (IEL), ambos da Unicamp, e o Núcleo Interinstitucional de Lingüística Computacional (Nilc), da Universidade de São Paulo (USP), em São Carlos.

Link Permanente Deixe um comentário

Texto encontrado na Comunidade do Orkut “EU QUERO ENTRAR NO ITA”

5 maio, 2007 at 8:38 pm (Sem categoria)

Verdadeira receita para passar no VESTIBULAR:

-Livros ( muitos, de preferencia de mat,fis,quim,pot e ingles)
-Papel
-Lapis
-Borracha
-Paracetamol
-Chá de Erva Doce
-Leite
-Pó de Guaraná
-Capacete
-Vela e Fósforo
-Saco de Pancadas
-Pinico

MODO DE PREPARO:

Junte todos os livros e empilhe ( para dá mais força de vontade ).
Pegue a CORAGEM e jogue dentro de si e abra um livro.
Leia a gosto. ( de preferencia por um tempo quase inesgotável)
Pegue o papel e o lápis.
Comece a rabiscar algo que o seu cérebro tenha captado
(ou pelo menos tente).
Use a borracha quando precisar( vc SEMPRE vai precisar).
Tome o paracetamol de vez em quando para não dá ” erro no sistema”.
Beba chá de erva-doce para ficar mais ” paz e amor”.
Bata o leite com o pó de guaraná quando sentir sono e beba à vontade.
Coloque o capacete na cabeça, nas horas de desespero, vc tende a meter a cabeça na parede de vez em quando.
Tenha sempre vela e fósforo ao seu alcance, sabe lá quando um apagão pode dá de repende e vc não pode ficar sem terminar aquela maldita questão!
Use (e abuse) do saco de pancadas (vc vai precisar muito dele quando não entender pq ali era seno ao invéis de cosseno!)
Matenha o pinico sempre ao seu lado para não perder tempo com necessidades bestiais.

Repita este procedimento todos os dias , 7 dias por semana ao longo de 12 meses.

Leve ao forno todos os seus concorrentes.

A receita com esses ingredientes rende somente 1 porção
(vaga).


By Alessandra Helena

Link Permanente 1 Comentário

Descoberto exoplaneta parecido com a Terra

1 maio, 2007 at 2:59 pm (Ciência)

Descoberto exoplaneta parecido com a TerraAcaba de ser descoberto o planeta mais parecido com a Terra fora do Sistema Solar. Trata-se de um corpo celeste com cerca de cinco vezes a massa terrestre e que pode conter água. A descoberta foi feita por um grupo de astrônomos no Observatório Europeu do Sul (ESO).

Exoplaneta

O menor exoplaneta encontrado até o momento completa uma órbita em sua estrela em apenas 13 dias. Ele se encontra 14 vezes mais próximo à estrela – a anã vermelha Gliese 581 – do que a Terra do Sol. Segundo os autores da descoberta, apesar da proximidade, a existência de água e de condições que permitiriam formas de vida é possível uma vez que a estrela é menor e mais fria do que o Sol.

“Estimamos que a temperatura média dessa super-Terra esteja entre 0ºC e 40ºC, ou seja, a água estaria na forma líquida”, disse Stéphane Udry, do Observatório de Genebra, na Suíça, e principal autor do artigo que descreve a descoberta, submetido à revista Astronomy and Astrophysics para publicação.

“Além disso, como o raio do planeta é apenas 1,5 vez o da Terra, nosso estudo indicou que o planeta deve ser ou rochoso – como a Terra – ou coberto por oceanos”, disse.

A água da vida

“Água é crítica para a vida da forma que a conhecemos. E, por causa da temperatura e de sua relativa proximidade, esse planeta certamente será um alvo muito importante em futuras missões dedicadas à busca de vida extraterrestre”, disse Xavier Delfosse, da Universidade de Grenoble, na França. “No mapa de tesouro do Universo, estaríamos tentados a marcar esse planeta com um X.”

A estrela Gliese 581 é uma das cem estrelas mais próximas do Sol, localizada a 20,5 anos-luz na constelação de Libra. Tem massa de apenas um terço da do Sol. Anãs vermelhas estão entre as estrelas mais comuns na Via Láctea – das 100 estrelas mais próximas, 80 pertencem a essa classe. Como emitem menos luz, são alvos ideais para a busca de planetas de pequena massa que possam conter líquido.

Link Permanente Deixe um comentário

Automação e Robótica

29 abril, 2007 at 4:44 pm (Engenharias)

Robô doméstico se adapta às pessoas e aos lugares

Da redação
18/04/2007
Robô domésticoCientistas do MIT, Estados Unidos, estão desenvolvendo um robô capaz de pegar objetos comuns em uma residência. “Robôs na indústria automobilística simplesmente manipulam objetos, mas eles fazem sempre a mesma coisa, ao longo do mesmo caminho,” explica o professor Aaron Edsinger.

Robô doméstico

O objetivo do robô Domo é mais amplo. Ele deverá ser capaz de efetuar tarefas manuais comuns no dia-a-dia, como levar e trazer objetos domésticos os mais variados, lavar pratos, pegar um copo com água, buscar o controle remoto, o telefone etc.

Os cientistas não estão partindo do zero. Foi no MIT que nasceu o robô Kismet, famoso por reconhecer e expressar emoções – o que significa que ele possui um excepcional sistema de visão artificial. E foi lá também que nasceu o robô Cog, capaz de manipular objetos desconhecidos.

É justamente por aproveitar as plataformas robóticas anteriores que o trabalho da equipe do Dr. Edsinger está mais adiantado do que o dos seus colegas da Universidade de Stanford, que também estão criando um robô assistente que deverá fazer tarefas do dia-a-dia.

Um robô doméstico como o Domo é o sonho da maioria das donas de casa. Mas um robô assim, quando totalmente desenvolvido, poderá auxiliar também pessoas portadoras de deficiências, invisuais e cadeirantes.

Robô que se adapta

“Tipicamente os robôs são colocados em mundos muito restritos porque assim você pode controlar o ambiente. Se você colocar esse robô na casa de alguém, aquela abordagem não vai funcionar,” diz Edsinger. “Nós queremos que o robô se adapte ao mundo e não que o mundo se adapte ao robô.”

Ainda falta muita pesquisa e desenvolvimento até chegarmos a esse modelo ideal. Embora o Domo consiga “enxergar” qualquer coisa que seja posta em sua frente, as imagens capturadas pelas câmeras são processadas por nada menos do que 12 computadores, necessários para que o Domo consiga tomar uma decisão adequada sobre como pegar cada objeto específico.

O robô já atende a comandos de voz, e consegue procurar por alguns objetos específicos. Antes de concluir que realmente encontrou o objeto procurado, ele estende a mão e tenta tocar o objeto. Seu programa também já faz associações entre objetos. Por exemplo, ao receber um saquinho cheio de grãos de café, o robô balança-o levemente para tentar caracterizá-lo e, a seguir, coloca-o sobre a prateleira.

Link Permanente Deixe um comentário

Engenharia de Computação

28 abril, 2007 at 3:18 am (Engenharias)

Desde a compra de matéria-prima por uma indústria até o usuário da Internet ou de um caixa automático de banco, o mundo hoje está interligado por uma rede de computadores e sistemas de comunicação que visam solucionar os problemas de pessoas e organizações e oferecer serviços bons, rápidos e baratos 24 horas por dia, 7 dias por semana. A Engenharia de Computação está presente em pontos fundamentais dessa rede.

“A flexibilidade que adquirimos é essencial em grandes companhias, nas quais você pode mudar de projeto rapidamente.”
Edson Gomes dos Santos Jr., líder de teste da Microsoft nos Estados Unidos e ex-aluno da UFSCar.

O que faz o Engenheiro de Computação?
O profissional é capacitado para:

  • especificar, conceber, desenvolver, implementar, adaptar, produzir, industrializar, instalar e manter sistemas computacionais;

  • fazer a integração dos recursos físicos e lógicos necessários para o atendimento de necessidades informacionais, computacionais e de automação;

  • estudar a viabilidade técnica e de custos de projetos, detalhando e acompanhando as etapas mencionadas.

Link Permanente Deixe um comentário

Fotonlinet realiza NOITE DO FAROL dia 23/6

28 abril, 2007 at 3:07 am (Notícias Mundo)

A NOITE DO FAROL será realizada dia
23/6/2007,
sábado, no CCO CLUBE, em OUROESTE-SP,
a partir das 23:00 horas.

Os ingressos são R$ 5,00, e podem ser adquiridos na Pauliarte (em Ouroeste), com João Paulo ou com os alunos do 3º Colegial do colégio ANGLO (em Fernandópolis).

Para maiores informações, envie um email para:
fotonlinet@ciberpoint.com.br

ou ligue
(17) 92011324

Também pode acessar
http://www.fotonlinet.com.br/noitedofarol

Link Permanente Deixe um comentário

Next page »

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.